RESULTADOS DA 3ª PESQUISA SOBRE CLIMA ORGANIZACIONAL – 2019

Resultados e Destaques (2019)

Esta é a 3ª pesquisa sobre o tema, realizada entre os dias 01 e 10 de agosto de 2019, com margem de erro de 3 pontos percentuais, intervalo de confiança de 95% e 1.287 respondentes (participantes) qualificados.

Ao final deste texto você encontrará o link para fazer o download dos resultados gráficos da Pesquisa 2019

A 1ª pesquisa ocorreu em 2016 e seus resultados serviram como base para a elaboração do livro: Potência Corporativa, transformando o clima organizacional e a adrenalina em resultados para a organização, publicado em 2017 pela Editora Pensamento Corporativo Ltda. A 2ª pesquisa foi realizada em 2018 e seus resultados foram divulgados aqui no portal e estão disponíveis. 

Nas análises abaixo faço comentários sobre o comportamento das pessoas no ambiente profissional e comparo, em alguns casos, os resultados de 2016 com 2019. Por que isso é importante? Porque em 2016 o Brasil, apesar de já apresentar índice de desemprego próximo de 12%, ainda não havia atingido o pior momento da crise econômica, que ocorreu entre 2017 e 2018 e agora, em 2019, a economia começa a dar pequenos sinais de recuperação. Assim, as duas comparações pegam o início e o fim do período da pior crise econômica da história e isso tem impacto e influência dentro do mundo corporativo, no ambiente profissional e nas atitudes das pessoas.

Principais destaques da 3ª Pesquisa (agosto 2019)

  1. 65% das pessoas que responderam possuem faixa etária entre 26 e 45 anos de idade. Em 2016 essa faixa totalizou 45% dos respondentes. A faixa etária entre 46 e 55 anos de idade somou 16% dos respondentes em 2019, contra 30% em 2016.
  2. 58% dos respondentes em 2019 trabalham no setor privado e 17% no setor público. Em 2019 houve acréscimo de participantes no setor público, em 2016 representaram apenas 7% do universo.
  3. 53% dos participantes trabalham em grandes empresas (com mais de 500 funcionários) e 12% em empresas médias (entre 100 e 500 funcionários).
  4. 44% dos respondentes em 2019 disseram que já sofreram bullying no ambiente de trabalho. Esse índice veio um pouco melhor que a pesquisa de 2016, onde 52% haviam afirmado terem sofrido bullying no ambiente profissional.
  5. 62% dos respondentes em 2019 afirmaram que já sofreram algum tipo de assédio moral no trabalho, contra o índice de 60% em 2016. Contudo, ao excluirmos da pesquisa de 2019, os respondentes do setor público, o índice de assédio moral caiu para pouco menos de 60%. Esses índices apresentam coerência e praticamente repetiram os índices da pesquisa de 2018.

Nota: sobrepondo os itens (bullying + assédio moral), de forma consistente e nas três pesquisas (2016-2018-2019), é possível concluir que que quase 70% das pessoas já sofreram algum tipo de bullying e/ou assédio moral no trabalho. Portanto, trata-se de um problema crônico, cultural e que constitui em um desafio para os gestores e departamentos de Recursos Humanos das empresas.

  1. 48% dos respondentes em 2019 já consideraram a possibilidade de pedir demissão, ou efetivamente pediram demissão por causa de bullying ou assédio moral no trabalho. Em 2016 esse índice foi de 56%. Em ambas as pesquisas, um-quarto dos respondentes não considerou a possibilidade de pedir demissão por tais razões, o que não significa que não tenham sofrido bullying ou assédio moral. Na pesquisa de 2019, 26% dos respondentes afirmaram que nunca sofreram bullying ou assédio moral no trabalho.
  2. Em 2019, apenas 23% das pessoas disseram que levaram a questão ao conhecimento da direção ou do RH, contra 28% em 2016. Em ambos os casos, o índice de pessoas que levam o tema ao conhecimento do RH da empresa é muito baixo, um alerta perigoso.
  3. De modo positivo, tanto em 2016 como em 2019, mais de 60% das pessoas consideram os chefes acessíveis para conversas e solicitação de “feedback”.
  4. Apenas 32% dos respondentes em 2019 consideram que seus pares são pessoas confiáveis, contra 47% em 2016, onde confiança, nesse caso, inclui caráter e retidão de conduta.
  5. Apenas 11% dos respondentes em 2019 (número impressionante) afirmaram que nunca foram prejudicados por um colega de trabalho. Esse índice era ainda pior em 2016, com apenas 7%.
  6. Apenas 27% dos respondentes em 2019 acreditam que seus chefes identificam claramente o clima organizacional no ambiente de trabalho. Em 2016 esse índice era de 21%.
  7. Também, 27% afirmam que recebem regularmente feedback do chefe sobre o trabalho, plano de ação e objetivos, índice melhor que no ano de 2016, quando foi de apenas 18%. De toda forma, nos dois casos, o índice é muito baixo para parâmetros aceitáveis de gestão de equipes e pessoas.
  8. Mais de 65% dos respondentes afirmam que o relacionamento social fora da empresa, com colegas de trabalho, ajuda na satisfação e na melhoria do ambiente de trabalho. Esse índice está similar à pesquisa de 2016.
  9. 60% das pessoas que responderam em 2019 dizem que “teriam” ou “talvez teriam” um relacionamento amoroso com alguém do seu ambiente de trabalho. Essa pergunta não fez parte da pesquisa em 2016.
  10. Contudo, de forma surpreendente, 88% das pessoas acreditam que um relacionamento amoroso entre pessoas na mesma empresa pode prejudicar a harmonia ou afetar a confiança no ambiente de trabalho.
  11. As três coisas mais importantes no ambiente de trabalho, para os respondentes em 2019 foram, nessa ordem: Remuneração e benefícios, boa relação com pares e superiores, e reconhecimento pessoal, contudo, esses três itens não são aqueles que asseguram a satisfação ou causam a insatisfação nas pessoas, como veremos mais adiante.
  12. 42% dos respondentes em 2019 consideram ou, consideram muito, a possibilidade de montar um negócio próprio nos próximos 3 anos.
  13. 81% dos respondentes dizem que o emprego tradicional (CLT) pode ser substituído no futuro pela prestação de serviços, na totalidade (30%) ou em algumas funções específicas (51%), índice superior à pesquisa de 2016 (65% no total).
  14. Apenas 12% dos respondentes afirmam que têm medo da concorrência profissional de uma inteligência artificial e 31% dizem que “talvez tenham medo”. Essa pergunta não fez parte da pesquisa de 2016.
  15. As três razões mais importantes pelas quais os respondentes se consideram INSATISFEITOS no ambiente de trabalho foram definidas como: remuneração/benefícios, confiança (falta de) nas pessoas e possibilidades profissionais e pessoais (esta última muito próxima do item “respeito por parte das pessoas”).
  16. 41% dos respondentes em 2019 afirmaram que nunca mentiram para seus chefes, mas 71% dos respondentes acreditam que seus chefes já mentiram para eles. Em 2016 esses índices foram, respectivamente, 51% e 72%.
  17. 45% dos respondentes em 2019 dizem que, se pudessem, demitiriam seus chefes, índice pouco superior ao apurado em 2016.

O bullying, o assédio moral, a perda da confiança, a falta de respeito e a insatisfação velada ou não, estão presentes no dia a dia da maioria das organizações, esteja o país em crise ou não. A 3ª pesquisa, realizada em 2019, confirma e solidifica o que já havíamos identificado claramente em 2016 e 2018. Trata-se de um tema delicado e sensível, mas que precisa ser abordado e encarado de frente pelas áreas de recursos humanos. Os elementos tóxicos do ambiente corporativo e a auto avaliação equivocada das pessoas afetam o resultado da empresa e a própria imagem corporativa.

Orlando Merluzzi – Setembro 2019

Link para download:

Resultados da Pesquisa 2019 – Clima Organizacional – Portal do Pensamento Corporativo

Quem necessitar de maiores detalhes sobre os resultados dessa pesquisa, favor contatar diretamente o Portal por meio do endereço eletrônico abaixo:

e-mail: editorial@pensamentocorporativo.com.br

 

 

Uma resposta para “RESULTADOS DA 3ª PESQUISA SOBRE CLIMA ORGANIZACIONAL – 2019”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s