Colaboradores não podem ser tratados como crianças no jardim da infância

Os grandes executivos, gestores e líderes no mundo corporativo, foram criados sob situações adversas e imprevistas, para as quais tiveram que agir sem proteção nem protetores. Senhores do RH, parem de tratar os colaboradores como crianças em jardim da infância, pois eles não saberão resolver um problema da organização, no futuro, quando tiverem que agir como adultos e com maturidade.

O mundo corporativo possui mais espinhos que pétalas de rosa e a última linha do Demonstrativo de Resultados Financeiros ainda dá as cartas nos negócios e garante os executivos em suas posições. É improvável que você encontre paternalismo, piscina de bolinhas e mesas de ping-pong e pebolim, na sala de um CEO, de um CFO ou mesmo na sala do “board“, em uma empresa normal. Na hora que os problemas surgem e colocam a espada no pescoço dos executivos, até os presidentes das empresas mais disruptiva de tecnologia, aquelas dos “puffs” coloridos, vão buscar conselhos com mentores da Geração X em seus escritórios austeros.

No portal do Pensamento Corporativo você encontrará lições que as escolas não ensinam. Conheça a página do @pensamentocorporativo no Instagram. Passe por lá e acompanhe a série Lendas, Mitos e Verdades do mundo corporativo. Aguardo você!

Orlando Merluzzi  (*)


(*) Anfitrião no Portal Pensamento Corporativo, conselheiro independente, mentor, palestrante, consultor e sócio da MA8 Consulting Group, atua na indústria e no mundo corporativo há mais de 37 anos. Autor do livro Potência Corporativa, ©2017-2021

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: