O que os recrutadores olham em suas redes sociais? Cuidado com o que você posta.

O portal do Pensamento Corporativo fez uma coletânea das estatísticas nos últimos quatro anos, divulgadas no Brasil e nos EUA, sobre a forma como recrutadores utilizam as redes sociais para identificar potenciais candidatos. Selecionei aqui algumas dicas importantes, bem como alerto para armadilhas e golpes que os profissionais em busca de recolocação podem cair. Cuidado …

Resiliência, um retorno para a glória.

Após 11 anos, várias cirurgias nas costas, dificuldade para fazer movimentos básicos como levantar-se de uma cadeira ou da cama, problemas pessoais e emocionais, Tiger Woods, com 43 anos, reencontrou hoje a glória após vencer o Masters de Augusta. Pense antes de dizer que alguém está velho ou acabado para uma atividade que requer experiência …

SEM MEDO DE PERDER O EMPREGO PARA UMA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Procure dar menos audiência para quem não tem bola de cristal e propaga o terror do desemprego no futuro, com a frase: “você vai perder seu emprego por causa das novas tecnologias”. Não, isso não é verdade. Esse tema tem sido recorrente. Há uma legião de discípulos de Nostradamus tentando adivinhar quais as profissões que …

A vida hoje começa aos 40, pelo menos para a Geração Y

Talvez, poucos tenham notado que os primeiros nascidos da Geração Y estão chegando aos 40 anos de idade, ainda sem grandes realizações, muitas dúvidas sobre o futuro e com alguns ensinamentos que a vida lhes obrigou a aprender “na marra”, vencendo a resistência característica de uma geração inquieta, brilhante, um pouco prepotente e as vezes dona da …

Gestão das Relações Humanas, por Follet e Chaplin

O Grande Ditador

Um alinhamento de Charles Chaplin e Mary Parker Gestão das Relações Humanas - Parte 1 Diz a lenda que, em 1933, Chaplin foi contratado por um sindicato nos Estados Unidos para fazer uma “crítica ao sistema”. Surgiu então o filme Manipulação de Massas que, por imposição de forças ocultas da época, teve seu nome alterado …

Armadilhas Atitudinais Corporativas – “Deixa comigo, chefe!”

Sete frases tóxicas pronunciadas na empresa, que podem representar a beira do precipício. São as armadilhas atitudinais. É bom utilizá-las com moderação, seu uso pode trazer consequências: “Deixa comigo” “Já coloquei o assunto no meu radar” “Isso é fácil de resolver” “Sempre fizemos dessa forma” “Quanto mais erramos, mais aprendemos” “Já mandei um e-mail sobre …