Dicas para oxigenar a carreira e reforçar a imagem pessoal em 2023.

Começo o 10° ano do Portal Pensamento Corporativo, desejando um Feliz 2023 para todos e apresentando uma lista de “Dicas e Resoluções de Ano Novo” para você oxigenar a carreira, fortalecer a imagem pessoal e refletir sobre seu propósito, suas atitudes e comportamento. São dicas preciosas.

É muito importante que você defina um nível alto de exigências, em você e em seus relacionamentos corporativos, se quiser assumir o controle do seu futuro profissional e de sua reputação.

Aqui estão alguns mantras que repito exaustivamente no @pensamentocorporativo do Instagram. Aliás, quem ainda não segue a página, passe por lá, será meu convidado especial; a comunidade está crescendo. Um arquivo público com mais de quatrocentas dicas preciosas, que já ajudaram muita gente na carreira e no direcionamento profissional. Aproveite o texto.

Dezoito mantras e dicas fundamentais para a sua carreira e reputação

Mostre-nos com quem anda e formaremos uma imagem sobre você – Para alcançar o sucesso é preciso ter desempenho superior e estar junto dos melhores. Você será a média das pessoas com as quais convive e assim também é no mundo corporativo. Por isso, cerque-se de pessoas éticas, com ambição de sucesso, foco e práticas de respeito; afaste-se daqueles que odeiam as segundas-feiras e têm ansiedade por feriados. Suba a régua das exigências com o conteúdo que você consome e os colegas com os quais convive, porque você será reflexo de tudo isso e estará na régua de exigências de outras pessoas. Não há outra forma de você se tornar uma pessoa e um profissional melhor, a não ser tomando como referência, pessoas e profissionais melhores que você. Para isso, você precisa compreender algumas regras básicas do mundo corporativo e das expectativas de pessoas vencedoras nesse ambiente.


A salinha do café – Cuidado com o cantinho do café, pois ele é a porta de entrada para o inferno e uma armadilha para sua carreira. Muitas situações que destroem o clima organizacional, têm origem lá. Não alimente a desordem corporativa nem as energias negativas. Se você é daquele grupinho que adora fomentar tretas e fofocas, saiba que, no mundo corporativo até as maçanetas das portas têm ouvidos. Depois, não reclame se sua carreira estagnar.


Sobre o “marketing pessoal” – Como profissional, você também é um produto e deve despertar interesse nos recrutadores de RH, empresas e até clientes, mas controle a dose de autopromoção e marketing pessoal, isso pode atrapalhar sua imagem e fazer o efeito contrário. O melhor marketing pessoal ainda é a reputação construída por suas entregas, postura, atitudes, valores, confiabilidade e caráter.


Sobre a Imagem pessoal – A sua imagem corporativa está estruturada em cinco elementos: visual, atitudinal, confiabilidade, entregas e diplomático. Você pode nem notar, mas o ‘big brother’ corporativo comenta sobre eles. Se você quer uma carreira sólida, não descuide disso. Ao longo de sua carreira é esperado que você deixe um legado profissional e ele estará intimamente ligado à sua imagem e reputação. A imagem se constrói no dia a dia e pode ser destruída da noite para o dia. Você é uma marca e deve administrá-la do mesmo modo que as empresas bem-sucedidas o fazem. Crie seu próprio departamento de gestão da marca pessoal, onde o diretor é você. Há coisas que não podem ser delegadas por completo.


Sobre arrogância e prepotência – Monitore o termômetro da sua antipatia. Nos corredores, os colegas comentarão em ‘modo reservado’ e você será o enredo de chacotas e motivo para ‘espalharem a rodinha’. No mercado, os potenciais clientes farão o mesmo e você nem notará.


Sobre as amizades no mundo corporativo – Ao longo de uma carreira você fará amizades sólidas que podem ser contadas nos dedos de uma mão (sem preenchê-la) e amizades relativas que podem ser contadas nos dedos da outra mão. Os demais serão, no máximo, colegas. Muitas vezes, os que querem o seu bem dentro da organização nem sempre querem o seu sucesso, a não ser que o seu sucesso lhes traga algum benefício. Não espere por aplausos de quem não precisa lhe aplaudir. Fadas não existem no mundo corporativo. Faça seu caminho com ética e defenda bons valores morais. Seja tão correto quando estiver em grupo, quanto reto quando estiver sozinho e meça suas atitudes com a mesma régua moral nos palcos e nos bastidores; você será julgado pela plateia e pelos assistentes de camarim.


Sobre militância e ideologia – O ambiente corporativo não é lugar para militância político-partidária a não ser que a empresa seja a sede ou diretório de algum partido. Não caia nessa armadilha, você arruinará sua imagem e tornará seu crescimento profissional, um pouco mais difícil. Até os que lhe apoiam abertamente irão lhe criticar nos bastidores. Não permita que rotulem você. Não dê munição para seus concorrentes nem bata palmas para maluco dançar.


Integrar e não se contaminar – Ser aceito nos grupos corporativos e ao mesmo tempo não fazer parte daquela rodinha tóxica, é um exercício diário de diplomacia, relacionamento e maturidade. Seja cortês e solícito com todos, mas seletivo. Ao colaborar com aqueles que corroem o clima organizacional, você estará corroendo a própria carreira.


Um grande desafio para o líder/gestor – Uma empresa é feita de pessoas; o restante são meios para alcançar os objetivos. Como líder e gestor, um dos seus maiores desafios será fazer com que as pessoas se levantem, a cada dia, com muita vontade de trabalhar e nenhuma vontade de atualizar o currículo.


Aprender com os erros, mas só até a pág. 3O mundo corporativo é uma grande escola, onde é possível aprender com os próprios erros, desde que você não repita o mesmo erro e não cometa erros novos. Nesse ambiente, o nível de tolerância não costuma ser muito elevado.


Sobre o Big-Brother corporativoNo ambiente corporativo sempre há alguém que lhe observa muito, fala pouco e você nem nota. Esse “ser Elemental” exerce influência nos bastidores e tem você no radar. O Big Brother Corporativo não é ficção nem programa de TV, mas manda muita gente para o paredão.


Sobre a relação ‘empregado-empregador’Emprego, salário e benefícios são uma troca; a empresa lhe proporciona e você entrega, no mínimo, o que ela espera de você. Nem sempre essa troca é justa, mas uma carreira é feita de escolhas e você é livre. A empresa não é entidade beneficente, salvo raras exceções. Entenda essas regras, valorize-se, evite conflitos e tenha diplomacia; pessoas assim costumam se dar melhor na carreira.


Jardim da Infância e maturidade – Se você espera por uma resposta de alguém e essa resposta não vem, entenda, a resposta já veio! Não aja como adolescente; isso vale para a vida em sociedade e principalmente, para o mundo corporativo. Não bata palmas para o RH que trata os empregados como crianças no jardim da infância, porque eles não saberão resolver um problema no futuro, quando forem chamados a agir como adultos.


O fracasso não é romântico – Não existederrota honrosa para quem não tem tempo a perder e tem objetivos claros de sucesso. Ser competitivo, com ética e foco, é lutar sempre pela vitória e não se conformar com frases de efeito que romantizam o fracasso. Se você cair, levante e saia dessa estrada. Evite os caminhos e atalhos que se retroalimentam das pedras que já lhe derrubaram antes. Às vezes, neles estão as pessoas que lhe venderão sonhos e uma falsa realidade que só beneficiará a elas.


Sobre os ‘Vampiros’ corporativosSua vida irá melhorar muito, quando você se afastar de pessoas que lhe sugam as energias e nada lhe agregam. Porém, no mundo corporativo, tolerância, para conviver com pessoas negativas, agressivas ou invejosas, é um exercício de maturidade e inteligência emocional. Pratique! Você fica; elas passam.


Sobre propósito pessoal e motivação – O que lhe motiva a levantar da cama todos os dias? Seu trabalho? A busca pelo emprego? Estudar? A segurança familiar? Reconhecimento? Gestão da equipe? As palavras bonitas do seu líder? Um objetivo corporativo? Uma Bênção Divina? Se você não tem um propósito de vida e evolução como pessoa, você apenas cumprirá uma agenda, por mais recompensadora que ela possa ser. Lembre-se: o mundo corporativo é só um meio; nada mais que isso.


Seu dossiê público e amargo – Suas redes sociais são um dossiê sobre você. Limpe aquilo que não agrega à sua imagem profissional; você pode não notar, mas as pessoas “na firma” frequentam suas redes e comentam a seu respeito. Fotos em elevado teor etílico, discussões desnecessárias, postagens obscenas, agressivas ou ideológicas, jogarão contra você. O Portal Pensamento Corporativo identificou que 52% dos recrutadores descartam potenciais candidatos a partir de uma primeira análise comportamental em suas redes sociais.


Sobre cuspir no prato corporativo que comeu – Jamais fale mal do colega, do chefe ou da empresa, esteja você dentro ou fora dela. Se você não está feliz é livre para escolher, mas nunca feche uma porta no mundo corporativo e preserve sua imagem. O organograma é redondo e o risco de confiar em pessoas erradas é que… bem, as paredes corporativas têm ouvidos e escutam longe.


Se você gostou dessas dicas, compartilhe com quem você quer bem e ajude a carreira profissional dessa pessoa. O Pensamento Corporativo está também no Instagram e todos os dias há uma nova dica que tem origem na série Lendas Mitos e Verdades, organizadas nas duas edições do livro Potência Corporativa e em várias publicações independentes, desde 2017. Com elas, seleciono as lições que as escolas não ensinam, as quais aprendi em mais de trinta e oito anos de vivência no mundo corporativo, no Brasil e no exterior.

Espero encontrar você no @pensamentocorporativo, lá no Instagram.

Um abraço. Sucesso e prosperidade!

Orlando Merluzzi (*)


(*) Conselheiro de administração, consultor de empresas e especialista em gestão, governança e planejamento estratégico, é palestrante, criador do Portal Pensamento Corporativo e mantenedor da página do @pensamentocorporativo no Instagram. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: