Atitudes que se transformam em “armadilhas” para sua carreira no mundo corporativo

Oito frases irritantes e tóxicas nas empresas, que podem representar a beira do precipício.

São as armadilhas atitudinais. Utilize-as com moderação, seu uso pode trazer consequências de reputação e imagem, principalmente em empresas com objetivos rigorosos de curto prazo, mentalidade competitiva, disruptiva e gestão competente. A saber:

1) “Deixa comigo”. Quase sempre que alguém diz “deixa comigo”, já sei que a chance de não acontecer é grande.

2) “Já coloquei o assunto no meu radar”. Essa é uma das frases conhecidas como “um-sete-um” e nas entrelinhas podem dizer: “vou esquecer disso, não tenho interesse, a prioridade é baixa e preciso encontrar uma forma de ser simpático com quem me solicitou.”

3) “Isso é fácil de resolver”. Há funcionários que utilizam-se muito dessa frase, para tentar demonstrar que são pragmáticos, mas às vezes demonstra que a pessoa não tem a visão do todo. Se um problema no mundo corporativo é “fácil de resolver”, ele nem deveria estar ali. O sistema é complexo e as pessoas são pagas para gerar riqueza corporativa, por isso, se um problema “fácil” surgiu, provavelmente alguém deixou de fazer o básico e pior, está sendo pago para isso. Problemas fáceis de resolver não devem ser instrumentos de “marketing” pessoal.

4) “Quanto mais erramos, mais aprendemos”. Esse é um pensamento bizarro. O mundo corporativo não tolera erros recorrentes e as empresas privadas não são entidades beneficentes. Nas escolas sérias, quanto mais se erra, mais se repete o ano escolar, até o aluno ser jubilado. 

5) “Sempre fizemos assim”. Não é porque uma fórmula deu certo no passado que seus concorrentes não encontrarão um jeito melhor, mais rápido, mais prático e mais barato de fazer a mesma coisa. 

6) “Isso faz parte da cultura da empresa”. Outra miopia, principalmente na área de gestão de pessoas. Desde que não ultrapasse limites morais e éticos, a cultura empresarial deixou de ser “pétrea” quando as empresas tornaram-se multinacionais e as fronteiras culturais ruíram na velocidade da internet, na expansão das mídias sociais, na ascensão das novas gerações e de um mercado competitivo que está na terra e nas nuvens, não necessariamente nessa ordem.

7) “Já disparei um e-mail sobre isso”. Uma forma de livrar-se de um problema e colocar no colo de outra pessoa. Há, no mundo corporativo, pessoas que são especialistas nisso e junto com uma estratégia própria de propaganda e autopromoção, jogam o boi para o alto, fatiam o animal e distribuem todos bifes sem deixar nenhum cair sobre sua mesa. O pior é que alguns desavisados confundem essa atitude com “excelência em delegação” e já vi muitos desses açougueiros atingirem as posições mais elevadas na organização.

8) “O cliente tem sempre razão”. Não, o cliente nem sempre tem razão e há os clientes “profissionais da reclamação de produto” que, na verdade, visam obter benefícios-extra da empresa. Algumas pessoas, dentro das organizações, utilizam-se desse famoso “jargão” para livrarem-se da complexidade da solução de um problema, evitarem defender a empresa perante um cliente mal-intencionado ou, para esconderem seus próprios erros.

As frases acima são dogmas e pensamentos que fazem parte do DNA de equipes e empresas perdedoras.

Siga o Portal do Pensamento Corporativo.

Orlando Merluzzi


#carreira #gestão #atitude

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s